Aldeia Social de Borba é referência no apoio a idosos, crianças e carenciados

08 de Março de 2017

A Aldeia Social da Misericórdia de Borba, no Alentejo, considerada “uma referência” no setor, apoia atualmente cerca de 700 pessoas, entre crianças, idosos e carenciados, e assegura 165 postos de trabalho.

Além de três lares de idosos, com 130 utentes, a instituição tem em funcionamento dois centros de dia, serviço de apoio domiciliário, centro de alojamento temporário, creche e jardim-de-infância, atividades de tempos livres para crianças, oficina do idoso, Universidade Sénior e centro comunitário.

Uma unidade de fisioterapia, um pavilhão multifunções com piscina coberta, ginásio e auditório e uma cantina social, que apoia pessoas carenciadas do concelho, são outras das valências da Aldeia Social, criada desde 2001 e que prevê avançar também com a construção de uma unidade de cuidados continuados para pessoas com demência.

“É um espaço intergeracional com um conjunto de valências, que pretende dar resposta à população que necessite, nas mais diversas vertentes, apoiando idosos, crianças e famílias”, diz à agência Lusa Rui Bacalhau, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Borba, no distrito de Évora.

A ideia de avançar com o complexo social, lembra o provedor, surgiu há 15 anos, quando a Misericórdia apenas tinha em funcionamento um lar de idosos, construído há 28 anos, que dava então resposta a cerca de 200 utentes e garantia 60 postos de trabalho.

Hoje, a unidade apoia cerca de 700 pessoas e assegura 165 postos de trabalho, sendo a Misericórdia, criada há 492 anos, a principal empregadora do setor privado em Borba, um concelho onde o negócio dos mármores tem vindo a perder peso e o dos vinhos está em crescimento com o surgimento de novos produtores.

“Temos lares e uma creche e jardim-de-infância, uma oficina do idoso, onde as pessoas podem passar uma parte do seu tempo, um pavilhão multifunções que inclui uma piscina coberta, ginásio e um auditório, e pretendemos avançar para uma unidade de cuidados continuados para pessoas com demência para concluir a Aldeia Social”, enumera o provedor.

Com “uma diversidade de respostas sociais e uma notória evolução ao longo dos últimos anos”, como reconhece o responsável, a instituição abriu este ano um centro de fisioterapia, numa ramificação do ginásio.

Lembrando a “evolução e modernização do trabalho social”, Rui Bacalhau justifica a criação do complexo com a necessidade de “promover um envelhecimento ativo” e proporcionar “a vivência da experiência e da intergeracionalidade”.

“A Aldeia Social, onde se encontram respostas sociais direcionadas para um público-alvo dos 0 aos 100 anos, permite rentabilizar um conjunto de recursos, tanto humanos como materiais”, reconhece o provedor, frisando que o “eficiente aproveitamento das sinergias existentes possibilita um aumento da qualidade de trabalho desenvolvido”.

“Se, por um lado, consegue juntar num espaço harmonioso idosos com crianças, também consegue as economias de escala provenientes da gestão integrada dos equipamentos instalados”, afirma, destacando o “crescimento, inovação e a implementação de boas práticas” no trabalho social.

Para o presidente do município, António Anselmo, a Misericórdia tem feito nos últimos anos “um trabalho de mérito no apoio social, reconhecido por toda a população de Borba e de outras regiões”.

“A Misericórdia apoia idosos e crianças e tem tentado aplicar da melhor maneira e de forma equilibrada os seus recursos para apoiar os que mais precisam, num trabalho extremamente importante em termos sociais para o concelho”, afirma à agência Lusa.

António Anselmo considera que a Aldeia Social é “uma obra fabulosa”, que surgiu de um “trabalho bonito” desenvolvido num espaço doado à instituição, a Quinta da Prata, com cerca de quatro hectares.

“Com bom senso, foi feita esta obra notável que dignifica a cidade e as pessoas de Borba e, por isso, estamos extremamente satisfeitos”, realça.

Fonte: Agência Lusa, disponivel on-line.

Canal SCMB

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e fique a par de todas as noticias da Santa Casa da Misericórdia de Borba, em primeira mão.


725 utentes distribuidos em 14 respostas sociais

Mapa do site